sortilégio

Publicado: 27/08/2006 em eróticas, poesia

……………………… tela: The Fisherman and the Siren ( Lord Leighton Fredric)

sem perceber
caiu na armadilha daquele sorriso

nela existe algo de hermético
efêmero
inconsistente
ela escorrega
escapa
é gás
incrível seu poder de fogo
arde
sua aura irradia
sutilmente mantém-se intacta
etérea
envolta num campo de forçanos seus rituais
raros e inesquecíveis
a metamorfose se opera
doçura
confidências e carinhos
deixa-se penetrar meio rebelde
e ele gosta
se enrosca
feito gato
no seu ninho
na sua teia venusiana

ah … ela deve ser uma sereia
meio gente meio bicho
apenas assim

poderia explicar
este estranho fascínio

(Sarah K >ago/2006)

Anúncios
comentários
  1. Mel disse:

    Acabamos nos prendendo em detalhes que as pessoas nos trazem… Sorrisos, os “cantos das sereias”… E percebemos, já estamos envolvidos demais…
    Bjo e boa semana!

  2. Anonymous disse:

    Ouvindo a música, só me resta pensar: dá pra dizer não à Sarah?

    :^)

  3. Mario disse:

    Olá
    Lindo pooema!!
    Otima semana
    Continue me visitando

    T+

  4. Mai* disse:

    Ai…Sarinha.
    Você tem razão.
    O contraste dá um tom de realidade pras nossas coisas. Como se a gente reconhecesse que de várias cores somos feitos, de luzes e sombras.
    Fundamental pra ser feliz.
    beijos
    Mai*

  5. Josi disse:

    Sarah… Muito legal o jeito que voce tratou as aparências que nós querendo ou não sempre reparamos… E que às vezes nos damos mau ou bem. Beijos, Josi e muito obrigada pela visita no blog.

  6. ariane disse:

    muito lindo…
    bela semana pra você, que seja bem inspiradora, para que nos presenteie com com lindos versos como estes
    bj

  7. Loba disse:

    Não seria este o desejo de todas nós? rs… Gostei, viu? Me deu uma inveja… rs… Beijocas

  8. Barbara Virginia Lucas - Babi - disse:

    que lindo… que imagem fantástica!
    beijo queridona, fica com Deus.
    Babi

  9. Luciano disse:

    Há algo no sorriso dela que não se define, não é?
    Beijo
    Luciano

  10. Cacau disse:

    Ah, e não seria essa
    A Sara Sereia
    Que arde em águas
    E atiça os da areia?

    Bjx

  11. Lela disse:

    Sereia… Não é impressionante como esta lenda nos encanta? Bem, e por falar em encanto, é do encantamento a lenda das sereias. Mas, sabe o que me mais me sacode na estória delas? É que para o encantamento ser pleno é preciso que haja desencanto: tornar-se inteiro. Minhamiga, este seu belo poema me fez viajar e muito!
    Bjus, Sarah

  12. *£ua* disse:

    Adorei a união deste belíssimo poema com a imagem escolhida!!!
    Muito bom mesmo… xD

    Bju grande!!

  13. dira disse:

    todo mulher é meio sereia, meio serpente, meio deusa, meio cobra, meio fada, meio bruxa. quase o equilibrio. o poema é lindo, fico aqui por mais tempo a ouvir a música e reler o seu com vontade de tê-lo escrito, de tão perfeito que tá. mil beijos.

  14. failidili disse:

    sereias as coisasa mais populares da mitología grega mas toda a gente sabe que a sereias comem carne humana. alerte-se por favor elas são uma coisa pela frente mas por tras são horríveis montros que alimentam de carne humana e são um mito bem realista que pessoas confirmam sua existéncia aqui neste munde.também confirmam terem visto ja varias e sempre no mesmo lucal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s