De Boca em Boca

Publicado: 08/10/2006 em sexualidade
Tags:,

……. ……… ……. (achei esta imagem na Net, mas não encontrei o nome do autor)

.
Tenho falado tanto de política, em e-mails, em mesa de bar, que resolvi deixar este assunto fora do blog. Aqui só prazer … então …

Inspirada por um e-mail que recebi outro dia de minha amiga virtual Rose, onde um homem (isto mesmo, um homem!) discursava sobre o clitoris com muito conhecimento de causa e conclamava outros homens a descobrirem realmente onde ele fica, como deve ser tocado e a sua importância para a satisfação sexual feminina; e também por conversas polêmicas com algumas mulheres e homens, lembrei-me de um livro que li há três meses atrás: a história da vida de uma mulher egípcia sob o prisma da sexualidade. Num determinado ponto do livro ela conta que numa noite, em meio a uma “DR” brava, o seu companheiro confidencia exasperadamente que já a havia traído com um homem, justificando a atitude com o prazer que o sexo oral, praticado por “quem entende” (palavras do personagem), é muito melhor que o praticado pela mulher.

O que me chamou atenção neste trecho do livro foi o fato da observação masculina a respeito da importância do sexo oral e do fato de muitas mulheres não gostarem de fazê-lo, de se recusarem a fazê-lo ou de fazerem por pura obrigação ou medo de que o parceiro procure outra.
Diversas mulheres queixam-se que os homens não sabem tocá-las com suavidade, que são apressados e insensíveis. Sim, isto é verdade. Mas também me lembrei que vários homens comentam que uma grande parte das mulheres quando fazem sexo oral parecem apressadas, desconfortáveis ou até mesmo meio enojadas. Vamos então falar sobre isto?

Resolvi abordar o assunto com a naturalidade que muitas gostariam de ter no momento de praticá-lo. Na verdade, acho que só deveríamos praticar se realmente desejássemos fazê-lo com entrega e muita satisfação.
Sexo oral, fellatio, ou “boquete” como é vulgarmente conhecido, deve ser um ato praticado com extremo prazer, senão acaba transformando-se numa tortura para o homem e principalmente para a mulher. Preconceitos à parte, na hora que li o desabafo do homem no livro, o entendi perfeitamente.

Assim, como nós mulheres adoramos um sexo oral bem feito, os homens, antes de tudo, deliram com ele. Eu arrisco dizer que é a prática sexual preferida entre a maioria dos homens. E assim como é extremamente desconfortável para nós mulheres, um oral mal feito e apressado, assim o é também para os homens. Por isso, não assumirei aqui o papel unilateral, observando apenas a questão feminina da busca do prazer – acho-a fundamental – e por isto mesmo abordo o assunto por encarar o sexo de forma global. Se queremos obter mais prazer e qualidade no ato sexual, deveremos, também, nos empenhar em oferecer a mesma satisfação ao nosso parceiro.

Daí então amiga, se você resolve fazer sexo oral em seu parceiro, faça bem feito! Não pegue no bichinho como se estivesse com nojo (rs)… pegue com vontade, com propriedade, com desejo, olhe para ele e deixe que esta visão a comova! Demonstre isto, ele vai adorar. Não tenha pressa, entregue-se, esqueça o tempo. Puxe-o delicadamente em sua direção e deixe sua língua deslizar de baixo para cima, e, chegando lá dispense bastante atenção à cabecinha, ali reside o segredo. Deixe sua língua deslizar sobre ela em círculos de uma forma bem suave e sensual, da base para a ponta. Logo abaixo da cabeça tem um trocinho chamado freio, muito sensível, é uma região altamente erotizada no homem; então, sem deixar de segurá-lo, deixe a ponta de sua língua deslizar neste ponto num misto de delicadeza e firmeza. Outra coisa muito prazerosa é o ato de envolvê-lo com sua boca, nesta hora é gostoso imaginar um picolé ou sorvete, aprecie o sabor do seu homem, mas não deixe seus dentes estragarem a festa (rs) … Faça um pouco de pressão com os lábios sempre molhados e capriche, mas sempre volte com a língua para a pontinha, lembre-se que o sexo oral não deve ser monótono, varie os movimentos de forma macia, úmida e quente. Pense que suas mãos, sua boca e língua podem operar milagres. Interaja com seu parceiro, olhe para ele, demonstre seu tesão, seja criativa! Ah, outro lugarzinho de exploração pode ser nos testículos, alguns homens adoram ser abocanhados (rs)… Um de cada vez, suavemente e com cuidado, depois deslize sua língua macia e relaxada na base dos testículos, e suba de volta deslizando suavemente…

Enfim, chupe, aperte, sopre, acaricie e saboreie; tudo com muita suavidade e volúpia. Deguste seu homem, demonstre o quanto ele é gostoso, afinal sexo oral é uma espécie de banquete!
Solte-se e deixe seu tesão comandar. Procure satisfazê-lo plenamente e liberte-se dos tabus e preconceitos, são eles que na maioria das vezes estragam este momento que pode ser inesquecível e extremamente prazeroso principalmente para o homem, que com certeza, feliz e satisfeito vai lhe devolver em dobro!

(Sarah K >out/2006)

Anúncios
comentários
  1. Rob disse:

    Você tem razão Sara, reciprocidade é a chave. Ter vontade de ver teu parceiro tendo prazer. Melhor ainda: ter vontade de ter prazer juntos, um com o prazer do outro.

  2. Ela disse:

    Opaaaa….cheguei bem na hora da aula da Prof Sarah!!!! Valeu Sarinha, juro q vou me aplicar ainda mais a essa pratica, que particularmente, eu curto a beça!!!
    Bjocasssss

  3. Lella disse:

    Nossa!! Bateu uma fome agora… Fiquei com a boca cheia d’água…
    🙂

  4. Interaubis disse:

    essa imagem é ótima…
    e suas observações são extremamente acertadas!

    afirmo enfaticamente (com grande pesar) que em toda minha vida sexual posso contar nos dedos de uma mão (e sobra dedo) as mulheres que realmente me deram prazer com sexo oral…
    em todas essas vezes foram elas que tomaram a iniciativa, o que prova que elas sabiam o que estavam fazendo porque gostavam de fazer.

    :))

  5. Luciano disse:

    Opa, Lucianinho voltando antes do feriado prolongado que teremos aki esta semana. Escrevi mais um texto. Se puder, dá uma passadinha por lá. Ah, a música que toca esta semana é linda linda linda. É do filme Antes do Amanhecer e fala sobre vida.
    Abraços
    Luciano
    PAPIROS DE ALEXANDRIA
    http://papiros.zip.net

  6. Liu disse:

    rsrs…muito bom…

  7. Germe disse:

    alÔ Sara, diga aí!
    que texto fantástico, porra, vc sabe o que fala … rs
    Tacada de mestra, excelente!
    beijo
    ;))

  8. Trovão Magneto disse:

    Rapunzel, gosto de visitar seu blog pq sempre encontro palavras legais de sua parte. Gostei muito de revisitá-la por aqui e no mais, com esse texto palavras estragariam tudo rs.
    beijão, linda.

  9. Elis disse:

    Sara
    Gostei muito do seu último post “de boca em boca”. Vc consegue falar sobre o sexo oral de forma bem descontraída. Gostoso de ler.
    Gostei muito tbm do poema “acenda!”. Parabéns!
    E gostei mais ainda de saber que vc é de Salvador.. hehe Amo essa terra! \o/

  10. Segunda Pele disse:

    Aprendam com ela crianças!!!

  11. sanka disse:

    tem razão, é mesmo um banquete, e extremamente prazeroso. Outra coisa que incomoda aos homens escutar, é que mulheres não gostam de 69, sob a alegação de que “ou fazem uma coisa, ou fazem outra”. Já ouvi amigas dizerem isso, e já ouvi amigos reclamando disso. Eu, pelo menos, tenho prazer em dar prazer ao meu homem. não precisa se “concentrar” em sentir o próprio prazer. e assim, fica tudo muito natural e delicioso.
    muito legal o seu texto! adorei!

  12. Lúcia disse:

    Bom! Minha opinião é a seguinte: A mulher que não gosta de fazer sexo oral, o homem não deve obrigá-la, porque muitas sentem nojo. Digo isso, porque já ouvi casos e mais casos… e lendo também em livros! Quanto as mulheres, algumas realmente gostam do sexo oral, sentem o prazer total, o orgasmo é triunfal, mesmo sem a penetração. Mas cá pra nós, o homem é muito apressado, não sabem tocar direito na mulher, eles acham que é só penetrar e pronto. Nem sabem se a mulher está satisfeita ou não. Espero não ter causado nenhuma polêmica com meu comentário, risos…! Gostei demais da sua visita, volte sempre que possível, só peço desculpas pela demora em te responder, ok? A música tocada em seu cantinho, simplesmente é linda, uma melodia e voz maravilhosa. Beijos e tenha um lindo Dia da Criança.

  13. Rose disse:

    Sei lá, sexo oral pra ser bom (eu particularmente gosto muito de fazer e não curto receber, grilo meu uai), pra ser bom, pra eu me sentir à vontade fazendo, me sentir satisfeita, tem de haver harmonia, sintonia, intimidade e cumplicidade.

    Podem me chamar de antiquada mas penso eu que existem práticas sensuais/sexuais mais íntimas que outras. E tudo que envolve a boca pra mim é muito, muito íntimo. Fagocitar o outro, sentir odores, sabores, engolir, é íntimo demais e tem de ser com alguém com quem vc sinta essa cumplicidade de ser íntimo. Não faço sexo oral assim, com qq um não rs Mas qdo faço, aí… ah aí é muito prazeroso me ajoelhar frente a ele e senir prazer ao dar prazer.

  14. Mel disse:

    Bom fim de semana para vc. Bjo

  15. Naeno disse:

    Sexo oral, será uma prática antiga ou típica dos nossos tempos. Com isso eu quero achar alguma vantagem de se viver nos dias de hoje. Mas creio que não. O que é bom se descobre prematuramente. Eu tenho minhas dúvidas se o prazer que o homem sente se assemelha ao da mulher, ou, como você abordou em seu relato, terá sido uma forma de agradar. Isso porque todo homem gosta, é prazeroso e, na maioria das vezes funciona como um fator incitativo. As vezes todo o ato se cosuma nele, isso também ocorre muito. Sexo oral, na dedução mais céptica dos mais antigos é uma nojeira. Como é que pode alguém botar aquilo na boca.
    A posição também faz diferença. Quando a parceira está desconfortavelmente acomodada, ocorre às vezes dos dentes maltratarem o coitado. Agora uma coisa da qual me envergonho muito ainda é da mulher deglutir o líquido. Isso eu acho, vamos dizer assim, comida ensossa.
    Nunca pensei falar tais loucuras, fazer penso muito.

    Um beijo
    naeno

  16. Loba disse:

    Ótimo texto, moça. Uma abordagem simples, direta e tranquila!
    Pra mim, nosexo vale tudo que dê prazer. Mas para que se tenha prazer é preciso se autoconhecer, né? Só assim os preconceitos (que levam a estas reações de nojo ou indiferença) nos libertam para o verdadeiro prazer do sexo!
    Grande beijo, querida.

  17. Etiene disse:

    Objetividade e delicadeza! Dose Perfeita!

  18. Juh disse:

    Conhecidencia eu achar seu blog assim, e vir de primeiro post falando sobre sexo oral, pois estou me descobrindo nessa área, essa semana pratiquei pela primeira vez em alguem e recebi tbm

    diz ele que eu fiz muito bem pra primeira vez e começou a ficar desconfiado e c/ ciumes, 🙂
    mas eu acho q posso descobrir mais coisas e esse texto aih me deu estimulo,
    bom já eu gostei do sexo oral, é bom como uma “entradinha básica” mais o que me satisfaz mesmo é outra coisa.
    O bonito mesmo é a visão que agente te de ve ro parceiro fazendo, isso sim meche com as fantasias!

    bom é isso, gostei muito muito do texto, veio na horinha certo, um otimo dia pra vc Sarah e fika bem!
    =*

  19. Niels Mikkelsen disse:

    Uhmmm, achei a foto no meu blogfoi ? He he – beijos Niels

  20. Jhé Cruz disse:

    A parte do devolver é a melhor!

    beijos

  21. Lidiane disse:

    Sara, taí uma coisa que eu ADORO.
    Mesmo!
    Vez ou outra escrevo sobre isso, mas em poeminha.
    *risos*
    Gostei da aula e da sua naturalidade.

    Beijo.

  22. Barbara Virginia Lucas - Babi - disse:

    nossa… amei o post.
    quando há amor, não há pudor, porque não é preciso.
    Me descobri apaixonada por meu maridão, e com ele não tenho medo de nada, e com ele o amor e o sexo têm sido cada vez mais fantásticos… Teu post me fez rir… principalmente a parte do sorvetinho… é o q me parece… estar saboreando um sorvetinho delicioso… (gordinha é assim… até na hora do sexo lembra de docinho… hehehe)

  23. Lina disse:

    Quem me deu as dicas de sexo oral foi um amigo, quando comentei com ele que achava que os homens deveriam dar dicas sobre como gostam do blow job, para poupar esforços.
    Aí ele me disse é regra básica: faça se estiver a fim, se não estiver nem comece, e faça com vontade, com prazer, aí você não erra. Parece simplista, mas faz toda a diferença.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s