ReExistir

Publicado: 29/11/2006 em astrologia
Tags:, ,

(Danae – KLIMT)

Hoje enfim sai o post prometido sobre Escorpião. Ando completamente atrasada com meus posts de Astrologia, mas este, pelo menos, saiu no mês do meu aniversário. Parabéns, mesmo atrasado a todos os escorpiões que passarem por aqui!


A pequena morte (Eduardo Galeano)

“Não nos provoca riso o amor
quando chega ao mais profundo de sua viagem,
ao mais alto de seu vôo:
no mais profundo, no mais alto,
nos arranca gemidos e suspiros,
vozes de dor, embora seja dor jubilosa,
e pensando bem não há nada de estranho nisso,
porque nascer é uma alegria que dói.
Pequena morte, chamam na França,
a culminação do abraço,
que ao quebrar-nos faz por juntar-nos
e perdendo-nos faz por nos encontrar
e acabando conosco nos principia.
Pequena morte, dizem;
mas grande, muito grande haverá de ser,
se ao nos matar nos nasce.”
  

 

Quando se afirma que escorpianos são seres dotados de grande energia sexual, nem sempre se imagina qual a conotação verdadeira do sexo para eles. Através dele o escorpiano busca sua verdadeira essência, na entrega ele busca o encontro com si mesmo, o verdadeiro sentido da vida, a plenitude da existência, pois no êxtase da “petit mort” ele se renova e fortalece sua essência. Através do sexo reafirmam sua forte relação com o poder.

A simbologia de Escorpião está intimamente ligada à morte, à transformação a ao ressurgimento. Este trecho de Fernando Pessoa ilustra bem este significado: “Pela morte vivemos, porque só somos hoje porque morremos para ontem. Pela morte esperamos, porque só poderemos crer em amanhã pela confiança da morte de hoje. Tudo o que temos é a morte, tudo o que queremos é a morte, é morte tudo o que desejamos querer (…)”.
Você pode ter pensado: “que deprê…”, mas não, isto é profundo, questionador, foge das superficialidades e frivolidades mundanas e nos lança em reflexões menos imediatistas!
A mudança encontra-se na verdadeira estrutura das coisas e dela não existe escapatória. Transformar-se é o destino de tudo que ousou tornar-se vivo. Neste sentido encaixa-se o conceito de morrer e renascer. A morte ou destruição, no sentido físico, psicológico ou simbólico representa a falta de adaptação a novas circunstâncias ou exigências da existência. Quando algo deixou de ser útil e a morte fustiga uma nova vida, rumamos à obscuridade para então ressurgirmos e florescermos na luz do re-nascimento. Uma vida só é possível com a morte de outra. O início, o fim, o início… Num eterno retorno.
Por isto esta necessidade de aprofundar e transcender que sentem as pessoas com Escorpião fortemente marcado no Mapa astral. Eles precisam sentir verdadeiramente a essência das coisas, das pessoas e da própria vida. Difícil encontrar alguém deste período do zodíaco que se apresente ou comporte-se superficialmente. Aprofundar-se em tudo é seu objetivo, sentir com intensidade é sua realização. A vida ao lado de alguém de Escorpião jamais parecerá sem sentido e banal, sempre será colorida por uma densidade questionadora que busca nada mais nada menos que o aperfeiçoamento. Frivolidade passa ao largo do seu caminho.

São seres misteriosos, magnéticos, sensuais, investigativos, frios, ciumentos, desconfiados, intuitivos, profundos, sedutores, místicos, agressivos, dominadores, seletivos, estrategistas, vulcânicos, possessivos, intensos, vingativos, ferinos e cruelmente francos.
Aproveitando um pouco do folclore que existe em torno desta personalidade controvertida, vou incluir uma pitada de acidez na análise com um texto publicado na Folha on-line, uma versão cínica e irônica sobre os signos do zodíaco. Olhe AQUI o que eles falam dos Escorpiões. O “Horóscopo Maldito” joga pesado com os pobres escorpiões, parece ser uma sina. Em outra associação – com a Santa Ceia (da Vinci) – são relacionados a Judas Escariotes. Excessos que devem ser desmistificados, eu diria. Na verdade esta simbologia abrange extremos, é ao mesmo tempo o signo das alturas e das profundezas, tudo deve ser experimentado e examinado, desde o mais fundo dos esgotos aos mais altos vôos da evolução.
Quer sair correndo quando algum se aproxima de você? Realmente, se facilmente você se acovarda diante de um, é melhor evitá-lo; escorpianos não toleram falta de coragem e fraqueza. Mas se aprecia desafios e é destemido, encontrou a companhia perfeita!

A vingança escorpiana baseia-se no conceito de dívida, e dívidas deverão ser pagas mais cedo ou mais tarde. Desta forma eles geralmente deixam que o universo conspire a seu favor, um belo dia seu devedor será cobrado e evidentemente ele estará por perto. São criaturas que acreditam no “aqui se faz, aqui se paga”, mas não se enganem, são extremamente justos, e na mesma medida, muito frios e insensíveis na aparência, enquanto no seu íntimo fervilham com a intensidade dos seus sentimentos. Para uma boa convivência deve-se respeitar seu espaço pessoal, pois detestam invasões de privacidade e apreciam muito sua individualidade, não abrindo mão de seus segredos. Por isto mesmo, termino aqui esta análise, afinal nem tudo deve ser dito sobre eles.
Enfim, ao cruzar com um, aproveite plenamente este contato, pois depois dele você nunca mais será o mesmo, pode acreditar!

 

(Sarah K > nov/2006)
 
Anúncios
comentários
  1. Bill disse:

    Hum… parece que sempre vou achar um otimo post por aqui ^^

    Otimo dia pra tu

    :***

  2. Ademir Antônio Bacca disse:

    Sarah,
    coloquei um link do teu belíssimo blog lá no meu.
    A propósito, Eduardo Galeano é o meu escritor preferido.
    abraços

  3. laura disse:

    Que bom Sarita!! já copiei para ler para minha mae as características de escorpião!
    Por favor nao adiar por nada no mundo a publicação das características de CAPRICORNIO!!rsrs.

    Curioso..hj é a segunda vez no dia q ouço falar em “la petite morte”.
    No poema de Galeano, uma beleza.
    Nos jornais daqui um drama: uma mulher morreu estrangulada aparentemente por praticar hipoxifilia.

    bjs Sari

  4. Luna disse:

    Passando para saber de você e para deixar-te um poema…
    O JARDIM DO AMOR

    Entrei no Jardim do Amor,
    E nem queria acreditar;
    Uma Capela fora construída no meio
    Da relva onde costuma brincar.

    E a porta dessa Capela estava fechada,,
    E “Não ousarás” escrito à entrada;
    Regressei então ao Jardim do Amor,
    Que antes estava todo em flor.

    E vi que estava juncado de campas sombrias,
    E no lugar de cada flor uma pedra tumular;
    E padres de negro passavam e voltavam a passar,
    Prendendo com silvas os meus desejos e alegrias.

    WILLIAM BLAKE (1757-1827)

  5. Barbara Virginia Lucas - Babi - disse:

    eu tenho leão na casa 5, (ou será na oito?)
    bom… diz o meu astrólogo que isso faz eu gostar MUITO de sexo.
    E nisso ele acertou plenamente…
    ehehhe
    bjinho

  6. Mel disse:

    Como vc prometeu, aqui está o post sobre Escorpião! Sempre gosto de ler sobre “nosso” signo, sempre faço uma auto-análise com o que leio e levo para a minha vida!
    Parabéns a todos do signo!
    Beijo!

  7. Ricardo Rayol disse:

    O escorpiano deve então ser um super-humano… se como capricorniano já sou hiper-super-energizado…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s