descoberta

Publicado: 27/02/2007 em poesia

agora não era mais o medo
nem os disfarces
nem a sombra proposital que tudo esconde
não era mais a resistência
nem aqueles olhos fugitivos
tentando encobrir uma verdade castanha
que desafiava
com seu brilho de sol a pino

agora era a ousadia
era simplesmente esta verdade
saltando escancarada
livre e audaciosa
quase cuidadosa
não mais aprisionada

repleta de cores

sutis e embaralhadas
agora se descortina
como a visão que temos
quando miramos maravilhados

quase espantados
este intrigante caleidoscópio de nós mesmos


(Sarah K > fev/2007)

Anúncios
comentários
  1. josé alberto farias disse:

    Palavras preciosas, lapidadas. Belíssimo poema, Sarah.

  2. w.Moscolini disse:

    Não posso perceber em qual lua você esta, não consigo te decifrar, será um pouco a distância destes dias?

  3. Mai* disse:

    eu não recebi esse mail, não.
    manda de novo.
    o endereço é esse mesmo
    🙂

  4. Marcelo disse:

    Sarah, bela contemporaneidade poética!

    bjs

    marcelo

  5. Olhe o Céu disse:

    oi sarah
    lindo como sempre
    beijo…
    babi

  6. elisabete cunha disse:

    …”agora era a ousadia
    era simplesmente esta verdade
    saltando escancarada
    livre e audaciosa
    quase cuidadosa
    não mais aprisionada”……..
    Sara, você é uma bailarina das palavras e feiticeira dourada das sílabas. … pARABÉNS!
    * Que bom quando me visita
    🙂

  7. Bill disse:

    Que palavras doces….
    Cheias de vida e renovação (=

    Adorei…

    Nha que bom que estas de volta.

    Beijoooo dona moça e otimo fim de semana

    :**

  8. Sr. Eulálio disse:

    Olá, menina de trança!
    Obrigado pela visita. Acordei.
    Estou de volta à ativa! 😉

    Um beijo carinhoso,
    “Zé”.

  9. camila disse:

    este caleidoscópio de nós, o outro. tão lindo quando a gente se reconhece em um, não é? pois ame, sarah, ame até que o tempo leve, sem medo… o que conta é o verbo no presente. beijo doce, feito o poema.

  10. Luna Guedes disse:

    Pensar no que dizer depois de tão belas palavras… Acho que o silencio e meu sorriso são mais sábios no momento…
    Abraços a você!

  11. Papoila disse:

    Que lindas palavras… não mais disfarces… não mais sinais… só o arco iris das cores do nosso caleidoscópio no encontro do outro no fundo de nós mesmos.
    Lindo!
    Gostei muito da visita!
    Beijos

  12. Anonymous disse:

    Sarah, como eu havia previsto, antes de abria o teu blog: É mais uma poesia bonita, é algo lindo que me espera. E não deu outra. Lindo mesmo.

    Um beijo

    Naeno

  13. Castelo da Vampira Olímpia disse:

    Voltou do carnaval renovada e descobrindo coisas tão deliciosas…
    Que bom!
    Um beijo grande

  14. Mel disse:

    Lindo demais!
    Beijo

  15. Etiene disse:

    Poema maravilhoso, foto fantástica.

    Bom ler blogs que tenham conteúdo.

    Um abraço.

  16. Fê_Notável disse:

    Oi Sarita!!! =)
    Belo texto, me passou uma liberdade tão grande (principalmete a 2ª estrofe)…
    Adorei!
    Beijos

  17. Ariane disse:

    bela foto
    bela música
    bela descoberta…

    beijo grande

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s