“As flores de plástico não morrem”.

Para morrerem precisariam estar vivas, mas quando vivas nada se compara à sua harmonia sutil, permeada por discretos toques de imperfeição que são, na verdade, a chave do segredo da beleza natural. Pensava assim enquanto cantarolava a música, associando esta frase à artificialidade exagerada que se propaga na estética da mulher contemporânea. Chego mesmo a associar este processo à imagem de Michael Jackson, relembrando a metamorfose à qual ele se impôs.

As mulheres-michael são assim, abrem mão da naturalidade de sua beleza em troca das promessas tentadoras de perfeição da indústria da estética. Que fique claro que este posicionamento não vai de encontro a vaidade feminina, e sim contra seus excessos.

Tudo começa com um simples sutiã com enchimento – que os homens chamam de propaganda enganosa – até à completa transformação de cabelos, rostos e corpos. Como resultado vemos um exército de bonecas produzidas em série. Cabelos quimicamente tratados, algumas vezes à custa da própria saúde, são excessivamente alisados, perdendo completamente a naturalidade, o caimento e os cachos naturalmente tão belos. Hoje podem ser pretos, amanhã loiros, semana que vem ruivos, ou de repente prateados com mechas roxas. Mas só Deus sabe quanto tempo resistirão a excessiva quantidade de química.

Claro que é bacana poder mudar o visual de vez em quando, o problema é quando esta prática recai numa banalização e exageros sem tamanho.

A pele que pode ser clareada (método a laser) apenas para excluir manchas passa e ser exaustivamente “queimada” para promover uma aparência uniforme de um rosto de boneca de porcelana.
Ora, ora, mas que importa?! Este é caminho para finalmente ser linda e perfeita…

Continuemos.

Nesta interminável lista temos também a maquiagem definitiva. Porque não acordar todo dia com o mesmo rosto do dia anterior? Já economiza-se tempo, um momento que se evitará o enjôo de sempre encarar o mesmo rosto de manequim de loja diante do espelho. Olhem, quanta vantagem!

Em poucas semanas pode-se atingir a perfeição, veja como:

Depois de submeter-se a uma plástica corretiva, pode-se ter aquele nariz perfeito, empinadinho e aqueles olhos sensualmente amendoados e puxados. Sem contar que graças ao botox e ao silicone, aquele bocão enorme da Angelina Jolie pode ser seu. E agora, falta o quê? Ah sim, mais algumas próteses de silicone implantadas e seus seios não terão mais inveja dos peitões da Gisele Bündchen… já pensou?! Ainda está insatisfeita? Porque? Ah… não tem cintura. Ora minha amiga, isto também não é problema, faça uma lipo-escultura e a cinturinha fina dos seus sonhos aparece como num passe de mágica, enquanto aquela barriguinha incoveniente some junto, sem que você precise ficar se matando nos ferros da academia. E pronto, lá está você, quase uma top model! My God… ainda falta alguma coisa?! Ah é… a bunda, claro, como eu fui esquecer logo da preferência nacional… desculpa. Mas isto o silicone também resolve, outro implante e seu bundão by Scheila Carvalho vai fazer inveja a todas as suas amigas.

Tem mais uma coisa, mas chega aqui pertinho para eu falar no seu ouvido: dizem por aí, à boca pequena, que fora do Brasil já estão implantando silicone nos lábios (aqueles grandes e pequenos). É… isto mesmo, já pensou? Além de linda, gostosa!!

Pronto! Agora você já pode ser mais uma nesta legião de mulheres-michael. Bem vinda à vida das flores de plástico, mortais ainda, mas só enquanto não descobrem aquele pequeno segredo que ainda falta: o da imortalidade. Será que em breve seremos cyborgs?


(Sarah K > maio 2007) ………………………………………… (foto: desconheço o autor)

Anúncios
comentários
  1. Lidiane disse:

    Eu tou bem longe de ser um cyborg.
    É cruel né, Sara?
    😦
    Eu vejo esse bando de adolescente IGUAL e me pergunto o que aconteceu com a boa e velha autenticidade…
    E antigamente ser igual era todo mundo vestir camiseta branca e calça jeans…
    O tempo passa mesmo!

  2. Papoila disse:

    Olá Sarah!
    Um texto intenso sobre quem procura o inatingível Ser à custa de parecer… Esta necessidade de lutar contra as marcas do tempo. Onde a autenticidade a vivência de uma ruga? Cada ruga é uma conquista uma etapa…
    Beijo

  3. Rob disse:

    Pois é, Sara. Você conseguiu expressar bem a decepção que geram estas mulheres biônicas com suas lentes de contato coloridas (aqueles azuis Omo e verdes azeitona tão evidentemente fake), peitos inventados e olhares botoxizados. Iguais demais, caminham celemente para o banal demais.

    Só tem um detalhe: estas flores de plástico murcham.

  4. collybry disse:

    Olá, pois é hoje com essa tecologia tudo se transforma, mas nada nais belo que o natural…gostei muito de Te ler…meu beijo e meu rastoooo

  5. Lella disse:

    Oi Sara!

    Sobre silicone nos lábios… Tem um filme com a Goldie Hawn onde sua personagem não só faz, como refaz isso. É hilário! Lembro até da cara dela, mas o título não veio agora. Não sei se foi o “Clube das Desquitadas”; faz tempo que vi. Pena não, poderia ficar como dica.

    Sobre plástica… Uma que se eu pudesse ($$$), faria é diminuir as mamas. E dizer adeus ao sutian, definitivamente.

    Beijocas,

  6. Ricardo Rayol disse:

    Sarah, foi absolutamente contundente em seu texto. O pior não é as mulheres novas parecendo barbies estronchadas. O mais grave são as maduras querendo serem jovens. Vi uma certa vez que escapou-me a palavra “robocop” na hora.

  7. vanda disse:

    Sara, gostei muito do texto! Forte como eu gosto, uma boa critica!!
    As pessoas perdem a noção da realidade e transformam-se em seres artificiais todas com a mesma aparencia, perdem o que as tornam genuinas!!
    E passam por sofrimentos dolorosos, nessas operações plasticas…a maquilhagem defenitiva é a coisa mais pirosa, ou caipira, que se possa imaginar, porque nem todos os dias somos iguais, nem todos os dias é necessario isso!!
    E o ar natural!!?? foi-se!! 😉
    beijos e boas semana

  8. Olhe o Céu disse:

    acho q isso tudo revela uma infelicidade tremenda… insatisfação consigo mesma, vida voltada inteiramente para o consumo, e incapacidade de absorver o tempo, permitir que o tempo passe, se aceitar e compreender que o bonito é o diferente… e que não ficamos velhas quando o tempo passa, mas ficamos diferentes…
    eita gente q gosta de ser infeliz, viu?

  9. Straits disse:

    Nao quero dar uma de velho falando..” ah pq na minha epoca isso nao acontecia e tal”….a sociedade muda, mas tb nem sempre pra melhor. Hoje mesmo vi um video no youtube de uma Emo (ugh!!) fazendo varias putarias na frente da camera (devia ter uns 15 anos)….fiquei com pena dos pais dela…..as vezes questiono se vale a pena ter filhos…

  10. Luma disse:

    Já vi entrevista do Pitanguy, dizendo das deformações que algumas mulheres passam a sofrer depois de muitas plásticas. Sou contra o apelo estético, mas sou a favor da plástica para melhorar a qualidade de vida.
    Minha mãe tinha pálpebra caída de tanto ler. Isso dificultava muito o seu dia a dia. Fez a plástica de correção. Aproveitou e fez um peeling. Ela tem mais de 80 anos e isso ajudou sua auto estima.
    Michael Jackson é caso estranhíssimo, aquilo é doença!
    Não podemos canalizar nossas carências afetivas para a superficialidade das relações.
    Bom dia! Beijus

  11. Mel disse:

    Sarah, tem tanta gente que precisa ler teu texto…
    Tudo bem que todas nós temos algum dia de briga com o espelho, com a balança… Mas não acho que a melhor saída seriam as cirurgias plásticas. Devemos nos aceitar como somos (olha quem fala!!) e melhorar aquilo que não estamos satisfeitas, mas levemente, ou uma dieta, uma atividade física, um visual novo que não agrida a nossa real imagem.
    Temos que aceitar aos outros e a nós mesmas, ninguém é perfeito, e o que a mídia nos impõe é que não tenhamos amor próprio.
    Um beijo!

  12. Claudia disse:

    Excelente!!!
    Vejo estarrecida essa crescente uniformização das mulheres, todas querendo ter isso da fulana ou aquilo da sicrana.. Lamentável..
    Mas ao mesmo tempo me sinto uma vitoriosa, pq remo contra essa maré, bravamente..
    Bjo.

  13. Viviana disse:

    Sarah,

    vim agradecer-lhe as visitas e dizer que espero que volte e estejas sempre.

    Quanto ao texto, que pena, mas assim caminha a nossa humanidade. Que eu mantenha minha lucidez. Oxalá!

    Quanto ao que me perguntastes sobre a música, como colocá-la nos posts:

    http://www.radioblogclub.com/

    Ai você tem como localizar a música e o código e é só colar no post!

    Beijos

  14. laura disse:

    Que bom texto Sara, tenho visto atrizes excelentes ir perdendo as expressoes com o passar do tempo e do bisturi. Isso sem falar da quantidade de mortes por anorexia em busca de…quê? O q será que faz que as sociedades, estas, as nossas (o Brsl, a Argentina levam o 2do e 3ro lugar em cirurgias após os EEUU), aceitem um ideal de beleza inatingível e até ridículo?
    Enfim, deve ser uma das poucas coisas em q a escolha é nossa, optar se vamos com o rebanho ou nos afastamos dele para seguir nosso ideal de beleza.

  15. Joana disse:

    menina! legal o teu blog. obrigada pela visita. um beijo!

  16. Vinícius disse:

    Rapunzel, deixando beijos cibernéticos rs.

  17. Sr. Eulálio disse:

    É isso aí menina-de-trança! Ótimo post. É uma lástima essa (má) padronização da beleza.

    Sabe qual é a cirurgia plástica recordista no mundo? A “Ocidentalização de pálbebras”. É trsite não? Que merda de globalização, que mina a auto-estima desde cedo nas crianças (Sim, porque mulheres assim são frágeis por dentro, e são frágeis porque cresceram sem valores fortes).

    Por isso que apoio 100% as campanhas da Dove. Espero que sujam mais campanhas assim.
    http://www.campaignforrealbeauty.com/flat4.asp?id=6909

    Beijos do Eulálio

  18. Joana disse:

    agora posso comentar com calma!
    não sei se vc viu, mas andei dando um trato nesse assunto outro dia desses lá no blog, e parece que aqui a opinião também é unânime: todos contra a onda de maus tratos e invenções artificiais com nossas belezas!
    aprendi com grandes homens que as melhores mulheres são as que têm conectividade consigo mesmas e que conseguem assim traduzir pro mundo sua beleza de maneira harmônica e peculiar.
    um beijo, querida.

  19. Fabi disse:

    eu vim aqui é só para dizer isso.
    e adorei a frase da musica.
    eu adoro-a rs
    bjins

  20. Castelo da Vampira Olímpia disse:

    Aqui tudo é como vim ao mundo!!!Definitivamente, não posso reclamar de minha genética! rsBom, agora um pouco mais sério, eu acho a velhice bela, e quero manter minhas rugas quando elas aparecerem…beijoooos

  21. Clementine disse:

    Olá! Obigada pela visita e comentário ao meu blog http://caraqueteres.blogspot.com/.

    Por que será que a idade, a beleza plástica são tão cultivadas? Sempre me pergunto. Abraço!

  22. Anonymous disse:

    Sarah

    Seu texto está impecável!
    Me fez lembrar o texto “Belas Mulheres” que fiz no Encanto, sinal que pensamos sobre esse embelezamento nazístico da mesma forma!

    beijos
    Elisabete Cunha

  23. marcelo disse:

    Sarita KKKKK, tô numa p…enrascada para comentar o teu texto que tá lindo, adoro essa frase da música de os titãs tenho um poema apartir dela e concordo comn as suas ponderações, qdo fazia cursinho comentei c/um professor sobre a artificialidade atual, era na época em que todas as pessoas negras, coloriam os cabelos de loiro…acho que a atualidade quer ter acessorios, ela e as pessoas querem ter uma fantasia aditivida e é isso que faz a venda do articialmente comercial, o perigo é que tem pessoas que praticam más açoes por conta desta artificialidade isenta de responsabilidade…
    bjs PARABENS e bom FDS!

  24. Geraldo disse:

    Pode ser assim sim. De resto, pode tudo nesse mundão. Mas eu sei que você não é assim e esse saber me faz dormir mais em paz, sabendo que a flor ao meu lado está viva e plena e que, como eu perecerá numa hora qualquer. Azar. Seremos dois.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s