CANSEI! (… de hipocrisia)

Publicado: 01/08/2007 em campanhas, cotidiano, política

cansei.jpg 

Semana passada passeando pela rede descobri esta campanha, e se existe algo que me deixa de nariz torcido e certamente preocupada, é quando acontece algum movimento liderado pela OAB. Sem querer ofender os bons advogados, mas se existe uma classe pela qual tenho reservas, é esta. Os motivos são os métodos que alguns (não todos) utilizam, como por exemplo defender como inocente certo tipo de gente que deveria apodrecer na cadeia, como estupradores, assassinos cruéis e assumidos, pedófilos, traficantes, corruptos, exploradores do povo e formadores de quadrilhas. Este caso parece encaixar-se neste perfil quando advoga-se em favor do casal líder da Igreja Renascer – vejam aqui.

A campanha a qual me refiro é liderada pela OAB-SP e intitula-se “CANSEI”. Juro que algumas vezes sou acometida de uma inexplicável ingenuidade, e isto aconteceu quando me deparei com o banner que divulga esta campanha.  Achei que era uma iniciativa da população, mas ao ler o texto de chamada percebi que tratava-se apenas de uma manobra que visa o interesse de grupos poderosos. Quem dera que esse fosse um país em que uma campanha popular pudesse sair assim de cara nos principais veículos de comunicação e contasse com o apoio de instituições como OAB, FIESP e outras tantas.

Como a maioria da população fiquei muito chocada com a brutalidade e fatalidade do acidente da TAM.  Terrível! Mas ao mesmo tempo me pergunto: porque  estas mesmas pessoas e grupos que lançaram esta campanha não mostram indignação diante de um caos muito maior que abate nosso país? Se formos pensar bem, quem utiliza avião neste país é uma minoria da população, sendo mais exata apenas 15%. Assim como morreram 200 pessoas neste acidente, morrem todos os dias quase o mesmo números de pessoas vítimas da violência, outras tantas vítimas da mais absoluta miséria. De acordo com a FGV, mais de 29% da população vive abaixo da linha de indigência, sem direito a comida, excluídos totalmente da sociedade, esquecidos e marginalizados. Não é segredo para ninguém, basta sair às ruas, andar um pouco, parar nos semáforos, sentar numa mesa de bar numa calçada. Aí nestes lugares veremos à olho nú toda esta miséria que nos rodeia – uma grande maioria de esquecidos, mas que tornam-se minoria por não terem nenhum poder para mudar esta situação. Porque então, estes tão bem intencionados grupos que lançaram esta campanha (?) não lutam pelos direitos de cidadãos destas pessoas? Pelo que lutam afinal estas pessoas e entidades? Acho que não preciso responder, fica muito claro qual o cunho desta campanha. Eles estão se “lixando” para a população, antes de tudo estão seus interesses de poder e controle.

Neste momento então a classe média serve muito bem aos seus interesses. Incomodada com as perdas que o governo Lula impôs a eles, apoiam todo tipo de pseudocampanha, como esta. Mas será que lembram, na época dos ataques do PCC em São Paulo, quando morreram aproximadamente 200 pessoas, qual foi a postura da OAB? Olhem só a diferença: na época posicionaram-se contra qualquer método de controle e vigilância sobre os presidiários, ou seja, os clientes deles, pois quem entrava nos presídios levando celulares, armas e drogas, sem serem revistados eram os advogados, que também faziam a ponte de comunicação entre os grupos marginais de fora e os de dentro dos presídios. Porque na época não fizeram uma campanha, porque não se comoveram também com um número tão grande de mortos? Quanta diferença não!?

Vamos abrir os olhos gente! Não vamos nos deixar manobrar. Se eles estão cansados, vamos mostrar que nós já estamos EXAUSTOS destes métodos escusos e tortuosos. Não vamos deixar que aproveitem-se de nossas insatisfações desta forma, ou que subestimem nossa inteligência. Sejamos lúcidos e imparciais.

Anúncios
comentários
  1. daniel disse:

    é bem complexo isso, né!
    a sociedade brasileira foge do Estado, ignora as leis enquanto pode, foge dos impostos (com razão), somos todos mais ou menos fora-da-lei.

    mas agora que a água suja chegou no pescoço dos ricos e da classe-média (com essa história dos aeroportos) tirando o verniz de primeiro mundo que havia por alí, eles se ‘mobilizam’.

    eles querem um Estado menor e eficiente (o receituário neo-liberal) mas não querem participar da divisão de renda, diminuindo seus lucros, registrando trabalhadores, dividindo o bolo enquanto ele cresce (porque já tá bem grande pro lado deles…).

    achei a vaia ao Lula, no Pan, mais eficiente como protesto.

    mas não tenho uma solução.

    se o Palácio do Planalto e o Congresso fossem perto eu estaria lá protestando.
    com os políticos isolados fica mais fácil pra eles se alienarem de tudo…

  2. mendes disse:

    Sara, tenho acompanhado o nascedouro desta campanha “Cansei” como também da “Cansamos” patrocinada pela CUT, mais na linha do que vc vem defendendo.

    Por mais que eu concorde com seus argumentos, com o que representa a OAB, principalmente a seção paulista – tão próxima do poder, seja financeiro quanto político, temos que começar, de forma organizada, a protestar e a crise aérea pode ser o primeiro passo, aliás o 2º – não esqueçamos da vaia do PAN e as demais que estão começando a frutificar.

    Não concordo quando voce refere-se aos viajantes que transitam pelos ares. Afinal, é um direito de todos, por razões profissionais ou pessoais, e é dever dos que mantém o controle administrativo e operacional – as autoridades, prestarem um serviço de qualidade – segurança e transparência de informações, juntamente com as companhias aéreas e seus órgãos reguladores/fiscalizadores.

    Se são apenas (?!) 15% (+/- 27 milhões de almas em risco – brasileiras e simpatizantes) temos que melhorar as condições para que este número de usuários se amplie, duplique ou triplique, e para isso necessitamos não só resolver a “crise aérea” e principalmente, a Crise Brasileira – aquela que trata da vida de todos nós, os mais e os menos favorecidos.

    Na verdade, eu estou cansado é do blá-blá-blá desses anos todos, dessa impunidade dolorosa que vemos todos os dias, que vem se transformando em exemplos para as crianças que se tornarão adultos que gerarão crianças que…

    Este governo em especial me causa asco. Por quê? por que me senti lesado poucos meses após sua eleição, tão ansiada pela população, e perceber que não existia nenhum projeto para nosso país, após 20 anos de espera para assumir o poder.

    Resumindo: era apenas isso, – assumir o Poder. O resto é só blá-blá-blá.

  3. Sarah K disse:

    Engraçado…
    como nós cidadãos quase nunca nos mobilizamos por livre vontade, mas qdo certas classes através da mídia cutucam em nossas insatisfações e tomam as iniciativas (que deveriam partir de nós, como cidadãos), nós aí, neste momento saímos do marasmo, e assumimos as bandeiras que “eles” deflagram …
    Pq será? Pq é sempre assim? Pq não deflagramos as nossas próprias, por livre iniciativa?

    😦

  4. mendes disse:

    Sara, uma correção: no 3º parágrafo: leia-se ” um direito de todos, de ir e vir, seja por razões…”.

    Desculpe ter me alongado, mas na verdade, tenho muito mais guardado “dentro do peito” … de qq modo agradeço a oportunidade.

    Se permitir, faria um gancho de seu artigo para o jornalleco para abrir um novo canal de discussão.

    Em tempo, em breve, o jornalleco encerrará sua vida útil (me foi de grande valia) e renascerá sobre outra denominação e aparência. Mas a essência continuará a mesma: buscar na web informação e entretenimento para os leitores.

    Continuarei contando com você. Bjs.

    Ei, pera aí, quando poderei lhe proporcionar o prazer inigualável do picolé da Capelinha? Minha diferença com a capelinha é que nunca tinha de tapioca – que sempre foi o meu picolé favorito.

    Aliás, vou fazer uma perguntinha indiscreta: Você se lembra da kombi da Primavera?

  5. Sarah K disse:

    Mendes,

    pode fazer o gancho do artigo lá no seu blog, claro!

    qto à pergunta, bota indiscreta nisso … kkkkk, mas lembro sim …. 😀

  6. mendes disse:

    Talvez por uma questão cultural. O brasileiro, há muito é considerado um indivíduo cordial – ou seja, não gosta de contrariar ou constranger o outro, mesmo que este outro esteja lhe prejudicando.

    Quantas vezes vc já deve ter presenciado em filas, por aí, banco, cinema, supermercado (guardando lugar) – sempre tem alguém que se faz valer da famigerada lei de gerson, e quantas vezes vc vê ou vc mesmo reclama em alto e bom som do seu direito usurpado? poucas, né verdade?

    Somos um povo ordeiro – CORREÇÃO – somos um povo, Cordeiro. Acho que Nelson Rodrigues estava inspirado quando nos definiu: povo com complexo de vira-latas.

    Tudo isso dói, e olhe que não tenho filhos, poderia estar nem aí pra nada… mas, infelizmente NÃO, FELIZMENTE não sou assim.

  7. Bravo, menina de tranças! É isso aí.
    A hipocrisia é o tempero amargo do nosso sopão brasileiro e mundial. (Esses Illuminatti são que são…)

    Outro fato semelhante a este, mas de escala mundial que muito me intrigou foi o 11 de Setembro. Morreram ali 3 milhares de altos-executivos em sua grande maioria, quase 100% deles segurados. Qualquer guerrinha besta que os americanos se metam matam muito mais pessoas pobres e necessitadas. No entanto rapidamente fizeram uma campanha bilhonária de arrecadação de fundos para as famílias das vítimas do World TRade Center. Descontando uma minoria que era constituída de bombeiros, policiais, copeiras, serviços gerais etc, essa grande maioria recebeu muito dinheiro das seguradoras. Ainda assim figuras ilustres do cenário musical mundial fizeram show beneficientes e tudo mais. Campanhas estas que bem teriam muito mais efeito no Afeganistão, Líbano, Chechênia, Iugoslávia, Kwait tantos outros lugares mazelados pela covardia ou pela manipulçao de interesses.

    No entanto bem sabemos que cada um sabe somente onde o SEU sapato aperta e, como é comum entre os Homens, nossa farpa no dedo é sempre mais importante que o braço arrancado dos demais.

    Beijos do Eulálio.

  8. Bill disse:

    Concordo com cada palavra dona moça, aqui muito se acostumaram a selecionar o que é visto, cada um pelo interesse que melhor lhe convém…

    Triste tudo isso.

    :*

  9. Amélie disse:

    Difícil encarar certas coisas, mas é inevitável!

    Tem uma musiquinha gostosa no Correio!
    Beijos e bom fim de semana!

  10. Marcelo disse:

    Ixe nega arrepiou!!! – belo ponto de vista, eu me decepcionei muito com a comunicação social depois que fui esmiuçar a fundo…Essa campanha e tantas outras incitam a população a um pseudomoralismo que só diz respeito na realidade a uma minoria…Habermann chama a estes “agentes” de atores infiltrados para proveito de uma causa desconhecida e assim sendo, ñós desconhecemos o que é Direito, o que é Justiça, o que é Dever e essa ignorância vende uma moral imperialista e monarquica…vassalos, senhores feudais, burgos, revoltas das igrejas Lutero, Henrique Viii, e os papas…já viu como a Igreja atual só comparece na ajuda dos ricos? só oram pelos artistas ricos, só frequentam igrejas ostensivas e bem ornadas? – Cara Sarah pouco mudou, aliás só o cenário…carro de boi para avião…telegráfo para telefonia celular e nós…nascimento, vida e morte!!!

    Na moral…vc barbarizou prá geral!

    Parabéns…que ótimo vir aqui…!!

  11. elisabetecunha disse:

    LINDO FINAL DE SEMANA!

  12. Ricardo Rayol disse:

    Você devia ter participado da blogagem de ontem, teu texto está perfeito

  13. meire disse:

    Sarinha, vou fazer o papel do advogado do diabo. O advogado é fundamental em qualquer sociedade. Mesmo o pior dos criminosos tem direito a defesa. É princípio constitucional e que resguarda não apenas o direito do criminoso, mas daquele que não é. O pior dos criminosos deve ser julgado e condenado, pois caso contrário instalar-se-á a barbárie. Bastará que alguém acuse e ….sem advogado não se faz justiça e é por isso que aos pobres é negada a justiça, porque lhes falta advogado. Trata-se de uma profissão nobre. Há os que a exercem com nobreza outros nem tanto, como em qualquer outra profissão. A natureza humana é quem dita tudo e nao o tipo de profissão que exerce.
    Quanto ao movimento, concordo plenamente com você. A OAB no passado era símbolo de resistência, hoje porém apenas serve ao propósito pessoal dos que a dirigem.
    Acho que no dia vou gritar muito para protestar contra a OAB.

    beijão.

  14. Claudia disse:

    Sou formada em Direito, militei como advogada um tempo, mas abandonei a profissão no momento em que não pude mais fechar os olhos para a falta de ética generalizada nessa área. Hoje estou em paz e mais feliz..
    Vc tá certa.. Se é algo promovido pela OAB, tenha medo… rs..
    Infelizmente..
    Belo apelo..
    Bjks..

  15. Edson Marques disse:

    Muito bom o teu texto!

    As pessoas que aderem ao “cansei” não são ingênuas: são sacanas.

    Ou bobinhas.

    Abraços, flores, estrelas.

  16. pat disse:

    tb cansei de hipocrisia !!!
    vc mandou bem no texto.
    o que incomoda os caras não é a miséria, a fome e a desiguladade social. nem a falta de ética. nem a politica economica que vai muito bem pra eles, muitos deles os agntes da desigualdade social. o que incomoda é a fila no aeroporto, a cara do lula, e seilá mais o que.
    enqto isto, sampa vive apagão metroviario. mas o serra não tem nada com isto….
    em tempo: a oba do rio já reclamou da participação da OAB SP no desfile de madame.

  17. elisabetecunha disse:

    Sarah vai pegar um selo de blog 5 estrelas no encanto!!!

    quero a BILLY DE VOLTA , GRRRRRRRRR

  18. meire disse:

    Briga interna
    OAB-RJ diz que movimento Cansei é golpismo paulista
    “O Cansei é um movimento de fundo golpista, estreito e que só conta com a participação de setores e personalidades das classes sociais mais abastadas do estado de São Paulo”.

    A afirmação é presidente da OAB do Rio de Janeiro, Wadih Damous, que declarou não considerar o Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros, vulgo Cansei, como de caráter nacional. “Tanto no ponto de vista das Seccionais da OAB quanto do ponto de vista das demais entidades que estão participando. É, na verdade, um movimento estritamente paulista”, diz o presidente da entidade fluminense.

    O movimento tem a assinatura da OAB paulista, mas é articulado pelo apresentador João Dória Júnior, conhecido pelas boas relações com o PIB nacional, Sérgio Gordilho, presidente da agência África, e representantes da Fiesp, poderosa entidade dos barões da indústria paulista. Segundo a entidade, a intenção do grupo é “sensibilizar” os brasileiros a pararem durante um minuto, às 13 horas do dia 17 de agosto, quando o acidente com o avião da TAM completará 30 dias.

    O movimento se diz apartidário. Mas, o governo não tem a mesma interpretação. O Palácio do Planalto, que conta com o apoio irrestrito dos movimentos sociais com MST e UNE, já prepara uma reação.

    A OAB do Rio diz que também cobra das autoridades investigações sobre o acidente. “No entanto, não aceita que essa tragédia seja utilizada de forma golpista das classes mais abastardas de São Paulo. A OAB do Rio de Janeiro cobra a regularização dos serviços do sistema aéreo brasileiro”, diz Damous.

    Segundo a secional, uma das soluções para o problema aéreo é a instalação de Juizados Especiais nos aeroportos. A idéia foi aceita pelo presidente da OAB, Cezar Britto.

    “É importante ressaltar em relação a esse movimento paulista que até mesmo setores conservadores, esclarecidos, têm criticado a forma como essa tragédia da TAM vem sendo instrumentalizada por determinados setores. A OAB do Rio de Janeiro lembra que, em determinados momentos da vida nacional, a extrema direita já se assanhou, como agora está se assanhando novamente, e que isso não fez bem ao país”, completa o comunicado.

    Segundo Luiz Flávio Borges D’Urso, presidente da OAB-SP, “não se trata de um ato político, mas de uma manifestação cívica de cidadania e de amor ao Brasil”.

    O ex-governador de São Paulo Cláudio Lembo (DEM) afirmou ironicamente que a iniciativa é liderada “por um segmento da elite branca. Deve ter começado em Campos do Jordão”.

    Texto alterado em 01/08/2007, para correção de informações.

    Revista Consultor Jurídico, 31 de julho de 2007

  19. Putz! Vim ler morto de medo de você ter aderido a essa coisa. Ainda bem que vc não me decepcionou. rs

    Além de hipócrita, a campanha é golpista, coisa de parte da elite brasileira que até hoje não engoliu o Lula.

    O mais triste é ver um monte de gente caindo nesse conto do paco.

  20. […] Recomendo a leitura deste post publicado no Idéias Despedaçadas. […]

  21. Dan disse:

    Hum… belo ponto de vista.

    Mas como estudante de Direito, preciso defender os advogados 🙂

    Parece que o pessoal tem raiva de advogado, só pelo fato de ser advogado, como se advogar fosse o inferno, sei lá! Como toda profissão que existe, têm os bons, e têm os maus. Sou da opinião que caráter não escolhe profissão.

    Aí eu leio que a Claudia (que aliás tem um blog muito bom) foi advogada e cansou pois “não pode mais fechar os olhos para a falta de ética generalizada nessa área”… Não vou negar que existem advogados hipócritas e filhos da puta, existem sim, aos montes, assim como existem péssimos médicos, biólogos, recepcionistas, analistas, etc…

    Enfim, faço minhas as palavras da Meire (comentário 13).

    Todo mundo condena os criminosos, os acusados, os presos etc, agora imagina que o acusado de um crime é seu filho ou filha, você iria querer um bom advogado para defendê-lo, não iria?

    Beijos =*

  22. vanda disse:

    Olá!!!

    Quanta injustiça!!!
    Quantos crimes!!
    Quantos politicos corruptos…
    e as leis que mudam porque dá mais jeito para quem as pode mudar e o simples cidadão apenas tem que cumprir!!!

    é a hipocrisia do mundos dos homens!!

    beijos e boa semana

  23. Elza disse:

    Olá!!
    Estou passando por aqui para dar meus parabéns
    pela sua indicação, ao prêmio blog 5 estrelas!
    Seu blog é muito orinal, parabéns 2x!
    rsrs..
    boa semana.
    =]

  24. elisabetecunha disse:

    sarah pega o selo lá.

    texto perfeito como sempre!

    E a billye?

  25. Marcelo disse:

    Muié no dia em que estive aqui e li esse texto, quando saí lá na Av S. Rafael eis o que vejo! – um audór reclamando do preço abusivo da Net banda larga…haja hipocrisia!!!!

    bjs e bom fim de semana!!!

  26. vanda disse:

    Um beijo
    e bom fim de semana

  27. Lidiane disse:

    Sara, sinceramente e sem medo de ser vista com maus olhos: eu não acredito em campanhas assim.
    Acredito na força que vem de baixo.
    Na luta pela verdade. Seja ela qual for.

    E, tenho medo de advogados.

  28. Leandro Viana disse:

    Disse quase tudo.
    Esse país aqui precisa de gente que se disponha a entrar no mundo da política para não viver de salário de deputado.
    Politicagem não é emprego, é interesse em mudar alguma coisa (ou deveria ser).
    Crescer um pouco, ser influente e falar sem medo desses hipócritas que acham estar sobre a lei.
    Pelo Brasil, vamos criar mais referendos populares, simplificar a constituição e, pelo amor de L, matar todo o qualquer ser inculto e estúpido que vai contra o bom senso e o direito comum.

  29. Mariposo-L disse:

    Puxa, por essa eu não esperava, já estava me sentindo uma ovelha negra, eu não vi e não vejo essa campanha com bons olhos ou seja quando a OAB pode fazer algo para mudar essa merda toda neste pais, não fez nada , agora que provavelmente alguma medida do molusco , foi contraria a vontade deles querem usar a massa acéfala para protesto ……. Ninguém merece ….

    Um Abraço

    Proponho para esse dia e hora ligar o aparelho de som com uma musica bem legal , porém no ultimo volume !

  30. aLE disse:

    Na condição de cidadão brasileiro, apoio esse movimento, independente de questões ideológicas, partidárias ou políticas.
    O mesmo está alinhado com o direito à liberdade de expressão, de forma sincera e democrática.
    Não sou contra o Governo, nem contra partidos, nem contra políticos.
    Sou a favor do Brasil.
    Sou a favor de um Brasil mais justo e solidário.

  31. Mariposo-L disse:

    Sarah , fez muito barulho …kkkk , bom no dia do protesto está viajando, mas pelo que pude entender nos noticiários a AOB, usou de uma forma “imoral” o protesto do parente dos acidentados da Tam ….

    Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s