Um Mundo que agoniza

Publicado: 18/10/2007 em ecologia, meio ambiente, política, reflexões, sustentável

mundo-se-esvai1.jpg

Ao me deparar com esta imagem me veio à mente a Carta da Terra e seus efetivos 15 anos de existência. Nela, todos os problemas da humanidade são vistos como interdependentes: ambientais, sociais, econômicos, políticos, culturais e espirituais e como solução é colocado o desafio de formar uma aliança global de responsabilidade e cuidado mútuo.
Aprovada há 7 anos pela UNESCO, após o lançamento da discussão na Eco92, ainda hoje persiste a luta para que seja incorporada pela ONU à Declaração Universal dos Direitos Humanos, enquanto isso, dos seus 16 princípios, pouco ou quase nada se tornou prática eficiente, vivemos numa sociedade onde cada vez mais se impõe o domínio econômico, tudo se transforma em mercadoria e o sentido de cooperação é ferozmente substituído por competição.

Trechos da CARTA DA TERRA

Situação Global:
Os padrões dominantes de produção e consumo estão causando devastação ambiental, redução dos recursos e uma massiva extinção de espécies. Comunidades estão sendo arruinadas. Os benefícios do desenvolvimento não estão sendo divididos equitativamente e o fosso entre ricos e pobres está aumentando. A injustiça, a pobreza, a ignorância e os conflitos violentos têm aumentado e é causa de grande sofrimento. O crescimento sem precedentes da população humana tem sobrecarregado os sistemas ecológico e social. As bases da segurança global estão ameaçadas. Essas tendências são perigosas, mas não inevitáveis.

Princípios:
1. Respeitar a Terra e a vida em toda sua diversidade.
2. Cuidar da comunidade da vida com compreensão, compaixão e amor.
3. Construir sociedades democráticas que sejam justas, participativas, sustentáveis e pacíficas.
4. Garantir a generosidade e a beleza da Terra para as atuais e as futuras gerações.
5. Proteger e restaurar a integridade dos sistemas ecológicos da Terra, com especial preocupação pela diversidade biológica e pelos processos naturais que sustentam a vida.
6.Prevenir o dano ao ambiente como o melhor método de proteção ambiental e quando o conhecimento for limitado, tomar o caminho da prudência.
7. Adotar padrões de produção, consumo e reprodução que protejam as capacidades regenerativas da Terra, os direitos humanos e o bem-estar comunitário.
8. Avançar o estudo da sustentabilidade ecológica e promover a troca aberta e uma ampla aplicação do conhecimento adquirido.
9. Erradicar a pobreza como um imperativo ético, social, econômico e ambiental.
10.Garantir que as atividades econômicas e instituições em todos os níveis promovam o desenvolvimeto humano de forma eqüitativa e sustentável.
11.Afirmar a igualdade e a eqüidade de gênero como pré-requisitos para o desenvolvimento sustentável e assegurar o acesso universal à educação, ao cuidado da saúde e às oportunidades econômicas.
12. Defender, sem discriminação, os direitos de todas as pessoas a um ambiente natural e social, capaz de assegurar a dignidade humana, a saúde corporal e o bem-estar espiritual, dando especial atenção aos direitos dos povos indígenas e minorias.
13. Fortalecer as instituições democráticas em todos os níveis e proporcionar-lhes transparência e prestação de contas no exercício do governo, a participação inclusiva na tomada de decisões e no acesso à justiça.
14. Integrar na educação formal e aprendizagem ao longo da vida os conhecimentos, valores e habilidades necessárias para um modo de vida sustentável.
15. Tratar todos os seres vivos com respeito e consideração.
16. Promover uma cultura de tolerância, não violência e paz.

[Blog-amigos, visitem a página SELOS, tem atualização e novas indicações!]

Anúncios
comentários
  1. elisabetecunha disse:

    Sarah

    “”Um dia, a Terra vai adoecer. Os pássaros cairão do céu, os mares vão escurecer e os peixes aparecerão mortos na correnteza dos rios. Quando esse dia chegar, os índios perderão o seu espírito. Mas vão recuperá-lo para ensinar ao homem branco a reverência pela sagrada terra. Aí, então, todas as raças vão se unir sob o símbolo do arco-íris para terminar com a destruição. Será o tempo dos Guerreiros do Arco-Íris.”

    (Profecia feita há mais de 200 anos por “Olhos de Fogo”, uma velha índia Cree.)

  2. elisabetecunha disse:

    Esta profecia embalou as longas noites dos fundadores do Greenpeace que navegavam para as Ilhas Aleutas, no Alasca, em 1971, na tentativa de impedir um teste nuclear dos Estados Unidos. A ação estimulou um imenso debate e ganhou o apoio da opinião pública contra os testes nucleares, que foram suspensos no mesmo ano. Nascia, assim, o Greenpeace. E a profecia daria nome ao primeiro navio da organização, o Rainbow Warrior, e acabaria por batizar os ativistas do Greenpeace – conhecidos em todo o mundo como “Os Guerreiros do Arco-Íris”

    O Greenpeace é uma organização global e independente que atua para defender o meio ambiente e promover a paz, inspirando as pessoas a mudarem atitudes e comportamentos. Investigando, expondo e confrontando crimes ambientais, desafiamos os tomadores de decisão a reverem suas posições e mudarem seus conceitos. Também defendemos soluções economicamente viáveis e socialmente justas, que ofereçam esperança para esta e para as futuras gerações.

  3. Sarah K disse:

    Pois é Bete … que coisa não sabia da associação do nome do Geenpeace com esta profecia … que coisa!

    Sou associada do Greenpeace já há alguns anos. 😉

  4. Enquanto isso, no CUrdistão…

    Sara, ainda não peguei os selos porque estou tentando uma maneira de coloca-los no meu blog.

  5. Sou ativista das causas ambientais…
    Faço muitos projetos para empresas particulares de educação ambiental, e acredite, só as que precisam prestar contas com o Governo, por multas ou algo assim via punição, que se interessa e me procura…
    Incrível a falta de educação do nosso povo…
    Acham que a Terra morrerá com a extinção de nossa espécie? que cretinice.
    Beijoooooooooooooooos

  6. Cadinho RoCo disse:

    Tudo muito pertinente, mas penso que é exatamente por aí que o mundo agoniza. Ilustrações criativas, discursos e mais discursos, ações coerentes e por demais racionais,. constatações da ciência e propostas objetivas. Mas sinto falta de uma palavra só, pequena até. Sem ela, ao meu pensar, nada feito. Não adianta exuberar erudição e colocar-se no pedestal de todas as preocuçaçoes, porque sem AMOR, nada feito. É o amor que distingue e realça a consciência, é o amor que consegue desafiar absolutamente tudo que aí está sob a forma de tão assustador desafio. Não adianta deparar com ecologistas frios e travados em teses comprometidas com a ânsia de premiações e auto afirmações. Há de se ter sim a pura essência do desprendimento que sem amor torna-se impossível, para não dizer animalesca.
    Cadinho RoCo

  7. Marcelo disse:

    Um dia as pessoas entenderão que o convivio é facil entre humanos e desumanos ( fauna, flora…o ceu,a terra…o fogo, a agua limpa e o ar) e entenderão que qdo desencarnamos não conseguimos levar nada do que aqui tivemos e que isto sirva de espelho para que nos usemos e nos devolvamos intactos assim como a boca apos um beijo, o beijo mais torrido! xí acho que vou postar isso por lá!!!!

    bjs de amizade nada torridos ou totalmente torridos e bom fds!!!!

  8. Claudia disse:

    Poxa…
    Penso exatamente como o Cadinho Roco..
    E eu até já estou um cadinho roca de falar, argumentar e só tomar porrada…
    Mas rock is rolling…
    Bjk, Sarah..

  9. Lidiane disse:

    A pergunta é: temos feito realmente isso?
    Acho, sinceramente, que não.

  10. vanda disse:

    olá Sarah!
    Era excelente que os 16 principios fossem respeitados e postos em pratica
    mas há coisas que não saem mesmo das boas intenções e do papel!!!

    beijinhos e boa semana

  11. Ricardo Rayol disse:

    o que se esperar de uma cambada de político burocrata que só olham para o próprio umbigo remelento e malcheiroso?

  12. joana disse:

    como eu nao acredito na humanidade, só o que faço é tentar não contribuir pra que essa merda toda desande de vez.
    pra não deixar um recado totalmente pessimista, convém que eu comente o quanto essa musga é lindaaaaaaaaaaa. bj neguinha!

  13. joana disse:

    …. dito acima pela mesma joana que eu!

  14. Mariposo-L disse:

    Eu acredito que para o planeta ficar “sadio” novamente tem que se fazer um controle de natalidade global , não adianta medidas anti isso anti aquilo, se nós continuarmos se multiplicando feito ninhadas de ratos sem o mínimo controle, não adianta não tem recurso para “toda” essa gente .
    Tem um monólogo no filme Matrix do Agente Smith com o Morpheus que fala tudo .

    “Vocês não são mamíferos, pois todo mamífero cria instintivamente um equilíbrio com o meio ambiente… mas os humanos não! Eles se movem para uma área, se multiplicam até todos os recursos se esgotarem e para poder sobreviver, se movem para outra área. Essa atitude é similar à do vírus, fazendo do ser humano uma doença; o câncer do planeta”.

    E por fim ele afirma: “E nos somos a cura!”

  15. Mariposo-L disse:

    Esqueci uma coisa adorei essa musica de fundo .. foi amor a primeira “ouvida” ..

  16. Fê_Notável disse:

    Oi Sarah… enquanto as pessoas só pensarem nelas mesmas e não mudarem seus hábitos de consumo, o mundo vai continuar caminhando para esta “auto-“desctruição….
    Estava lendo aki, que vc é filiada ao Greenpeace… estava comentando com uma amiga que faz biologia na facu, que queria mto me filiar a alguma ong que tenha um trabalho assim…

    Beijos

  17. Mel disse:

    Deveríamos andar com essa carta grudada em nossas paredes até introjetá-las e assim tratar a vida com respeito.
    Beijos, Sarah.

  18. elisabetecunha disse:

    SAUDADE!!

    🙂

  19. w.Moscolini disse:

    PERFEITO…!
    Estou com saudades…

  20. Gustavo Gitti disse:

    Linda imagem, Sarah! Não conhecia… A carta da Terra é ótima, não? Abração!!!!!

  21. Marcelo disse:

    Oi pessoa…tá curtindo o sol que a nossa cidade tá fazendo? – bjs e bom fds

  22. É uma questão difícil.
    É preciso agir rápido, antes que seja tarde demais.
    😉

  23. Claudia disse:

    Cd tu, tatu??
    Bjo.

  24. elisabetecunha disse:

    MINHA FILHA O SORVETE JA DERRETEU E VC NADA!!!

    Apareça!

  25. w.Moscolini disse:

    Chega de férias….! Volta…volta volta…volta!

  26. Apoio.
    Volta Logo menina.

    beijos.

  27. lella disse:

    Se não fosse por vizinhos que insistem em colocar o som nas ALTURAS nos finais de semana e feriados… minha jungle continuaria um paraíso.

    Uma sabiá voltou para ter seus filhotes numa escada que leva a laje da casa. E já sabe que não serão molestados ali.

    Estamos também nessa. Amamos a natureza!

    Deixo o convite para que assistam esse Curta:

    Ilha das Flores – Brasil. 1989. Direção: Jorge Furtado. Elenco: Paulo José (Narração), Ciça Reckziegel (Dona Anete).

    Um tomate é plantado, colhido, transportado e vendido num supermercado, mas apodrece e acaba no lixo. Acaba? Não. Ilha das Flores segue-o até seu verdadeiro final, entre animais, lixo, mulheres e crianças. E então fica clara a diferença que existe entre tomates, porcos e seres humanos.

    Um ácido e divertido retrato da mecânica da sociedade de consumo. Acompanhando a trajetória de um simples tomate, desde a plantação até ser jogado fora, o curta escancara o processo de geração de riqueza e as desigualdades que surgem no meio do caminho.

    Este curta está disponível para exibição online em: http://www.portacurtas.com.br

    ou: Ilha das Flores, parte I
    http://br.youtube.com/watch?v=Zfo4Uyf5sgg

    Ilha das Flores, parte II
    http://br.youtube.com/watch?v=6IrGibVoBME

    Recomendo! Assistam!
    Deixando registrado que na minha casa o lixo orgânico vira adubo para o pomar. E a colheita desse pomar, repartiimos com vizinhos.

  28. lella disse:

    Sara, Parabéns pelo novo espaço na Revista!
    Depois darei um pulo lá.
    Beijoca,

  29. Sarah K disse:

    Gente do meu coração, obrigado pelos comentários, pelos pedidos de volta, volta … rssss. Volto logo … tb já estou morrendo de saudade daqui e de vcs todos … rsss
    😉

    Mariposo e Jojo … eu tb adoro essa musga … rs

    Pô Lella … que depoimento fantástico, daria outro post … vou olhar o curta … valeu!

    Volto já gente!

  30. Babi disse:

    pena que nesta loucura toda, ainda tratemos estas questões sem envolvimento real.
    Pena mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s