Mata Vertical

Publicado: 31/10/2007 em arquitetura, ecologia, meio ambiente, sustentável

Nem tudo é pedra e concreto nesta inusitada  selva urbana.
Estamos em Fukuoka, sul do Japão, numa das últimas áreas verdes da cidade, local aprazível à beira de um rio, sobrevoando uma construção prá lá de original – o Fukuoka Prefectural International Hall
que leva a assinatura do Escritório de Arquitetura  Emilio Ambasz & Associates, Inc.  sediado em NY.

  fukuoka1.jpg    fukuoka4.jpg

O projeto foi concebido partindo do desafio de criar um grande centro multi-uso com escritórios, lojas, estacionamentos, centro de convenções, museu e teatro, e ao mesmo tempo preservar o último espaço verde remanescente da cidade.
Das quatro fachadas, tres são absolutamente tradicionais, guarnecidas por esquadrias de vidro, enquanto a última é voltada para uma praça de grandes dimensões e concebida em níveis escalonados, dando, desta forma, continuidade à área verde da praça que vai subindo pela fachada como uma pujante mata.

fukuoka05_01.jpg     fukuoka-20.jpg

Assim  a espessa vegetação cria um ambiente bucólico e acolhedor, propiciando uma temperatura bastante amena e confortável no interior da edificação, tornando o consumo energético tremendamente reduzido. As águas da chuva são coletadas nos jardins por um sistema de drenagem que faz com que a hidratação do solo se faça naturalmente.

No centro da fachada uma torre envidraçada permite a iluminação natural completando desta forma a perfeita integração com o exterior e cumprindo eficientemente o desafio proposto pela administração municipal – a preservação e perfeita adequação ao ambiente. Uma prova literalmente concreta de como é possível construir, atender demandas do crescimento urbano e preservar.

fukuoka-10.jpg

(fotos: colhidas daqui )

UPDATE:
Respondendo uma pergunta do Gustavo Gitti, muito pertinente por sinal. Aqui no Brasil já existem projetos que seguem a tendência da Arquitetura Verde, um exemplo é o Edifício Harmonia 57 em São Paulo na Vila Madalena.

Anúncios
comentários
  1. Claudia disse:

    Wow!!!
    Isso sim, é um empreendimento chic!!
    Porque une beleza e inteligência sem precisar entrar na onda da destruição da natureza, muito pelo contrário, utiliza-a como parceira.
    Muito bacana.
    Bjks..

  2. Ricardo Rayol disse:

    achei genial, mas imagino aqui a quantidade de pitis que devem ser dados dentro das paredes por contas dos insetos ehehehehehe

  3. Gustavo Gitti disse:

    MUITO bom isso!!! Sabe se algum lugar do Brasil adotou essa técnica já?

    Abs!

  4. marcelo disse:

    Ah se minha cidade pensasse assim…vai participar da blogagem? – é hoje! pegue o selo e avise ao Lino!

    bjs

  5. vanda disse:

    Olá Sarah
    A nivel de arquitectura é sem duvida um projecto fantastisco
    e ao mesmo tempo “verde”! o japão cresce sem medidas, a sua arquitectura contemporania é alusinante!

    Mas quero o verde no seu lugar, assim como o mar!
    beijos e bom feim-de-semana

  6. Edson Marques disse:

    Que lindo!

    Dá vontade de sair correndo agora mesmo, só para conhecer o Projeto todo!

    Abraços, flores, estrelas..

  7. Mariposo-L disse:

    Xiiiii, de arquitetura não entendo nada apenas acho bonito ou feio, este ai está muito lindo, Agora que tendência é essa de arquitetura verde ??? É a desculpa ou limpeza de consciência, para continuar concretando o mundo ????
    A casa dos Teletubies também era muito bem integrada com a natureza .

    Um abração

  8. sensacional o projeto … quiçá copiassem aqui em sp…estamos precisando
    bj
    ricardo

  9. Sarah K disse:

    Ricardo,
    vc leu o update? Fala justamente disto!

    Mariposo,
    não sei se é desculpa ou não… Para mim é uma maneira mais humana de constrruir, mais integrada. Já que o mundo cresce, que cresça mais humano, menos brutal, mais consciente.

    Gustavo, sua pergunta foi respondida num update do post… Veja!

    Rayol, rs, vc tinha que pensar logo nos mosquitos, rsss?

    Edson, Claudia, Vanda … tb fiquei fascinada pelo projeto!

  10. Mel disse:

    E fica lindo!
    Beijos, Sarah.
    Mel

  11. Vampira disse:

    fascinante o projeto, mas impressionante e decandente uma cidade que o único espaço verde seja esse…
    Incrível como o ser humano consegue ser criativo e ao mesmo tempo ignorante em seu egoísmo…

    Saroca, um dia bonito e arejado para vc! beijooooooooooooooos

  12. w.Moscolini disse:

    Tem algum quartinho pra locar? Rs…!
    Quero um com a vista voltada para o mato, ok?

  13. elisabetecunha disse:

    Sara

    sou apaixonada por arquitetura e minha matrícula esta trancada na ufba, estou pensando seriamente em voltar.Essas idéias me deixam doida de criatividade.

    beijo

  14. Gustavo Gitti disse:

    Valeu, Sarah!!! É pertissimo de casa… 😉

  15. Lidiane disse:

    Mas São Paulo precisa de mais.
    Muito mais.
    Lugares assim, aqui, seriam muito bem-vindos.

    Beijos.

  16. Mendes disse:

    Sara, que beleza de post. Adorei e copiei. Bjs,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s