Enquanto a Arquitetura contemporânea premedita o futuro em Dubai, por aqui, crio um clima saudosista, trazendo de volta dois exemplares emblemáticos da Arquitetura Moderna. Certa vez falei aqui da Casa de Vidro da Lina Bo Bardi, projetada em 1950.
Hoje, inspirada neste artigo que é um dos mais visitados do blog, resolvi falar de mais duas casas.

.

  • CASA DAS CANOAS

Projetada por Niemeyer em 1951 para própria moradia, é considerada um dos marcos da arquitetura moderna brasileira. Localiza-se no Rio de Janeiro, no bairro de São Conrado, atualmente está aberta à visitação pública.
Sua forma completamente orgânica e adaptada ao entorno traduz-se pela transparência e formas delgadas do seu partido que estabelece um diálogo constante com o exterior. A orientação adotada cria uma grande área sombreada que propositadadamente evitou o uso de cortinas nas áreas envidraçadas, permitindo assim que a mata “penetrasse” na casa sem trazer o desconforto da incidência direta do sol. A implantação foi planejada objetivando a menor interferência possível na topografia natural do terreno, de forma que as rochas que afloram do solo fossem aproveitadas na ambientação, ora adentrando, ora saindo da casa.
[Mais imagens
AQUI]

.

  • CASA FARNSWORTH ou Casa de Vidro

Considerada um ícone da arquitetura moderna, foi projetada pelo brilhante arquiteto alemão Mies Van der Rohe, um dos principais mentores do Modernismo, partidário do minimalismo, tinha como premissa o bordão “Less is more“. Projeto contratado em 1946 pela médica americana Edith Farnsworth, de quem leva o nome . Localiza-se nos arredores de Chicago e foi idealizada para ser uma casa de fim de semana. Para além da arquitetura, a história da criação desta casa é recheada por fofocas duma suposta paixão mal resolvida entre arquiteto e cliente, que mais que um projeto, resultou num processo judicial entre as partes. O tempero amor x ódio parece ter sido a inspiração de um dos projetos mais emblemáticos do modernismo que inspirou mundo afora milhares de casas de vidro.
A casa que praticamente flutua, seguindo a tendência minimalista de Mies, é composta por duas placas de concreto – piso e teto – sustentadas por oito delgados pilares de aço, com todo fechamento externo composto por placas de vidro e internamente constituída por um único vão cujas únicas divisões são a parede de apoio aos armários da cozinha e as do sanitário, criando integração total com o exterior, apelo contemplativo extremamente necessário numa casa concebida para o lazer.
[Mais imagens AQUI
]

.

A genialidade destes dois projetos, concebidos há mais de meio século, traduz-se na contemporaneidade do conceito: amplos vãos contínuos destituídos de divisão, usos integrados, limpeza das formas, além do fascinante imediato e completo contato com o exterior proporcionado pelas generosas cortinas de vidro.

Na casa de Niemeyer (ao meu ver mais contemporânea que a do Mies), houve maior preocupação com a questão ambiental, evitando desperdício energético e favorecendo a climatização natural na criação das grandes áreas sombreadas, enquanto comenta-se que a proprietária da casa de Chicago queixava-se muito do alto consumo de energia causado pelo uso de aquecedores.

.

Anúncios
comentários
  1. Mel disse:

    Sarah, que casa linda! Que lugar lindo!
    Sem querer estragar a beleza disso tudo, infelizmente não dá para vivermos numa casa dessa atualmente… Infelizmente.
    Ei, eu percebi a mudança no layout, viu? Sei que já faz um tempinho, ainda não havia comentado!
    Também gosto muito de vir aqui, um lugar que nos oferece de tudo!

    Beijos pra ti e um fim de semana colorido!
    Mel

  2. sergio guida disse:

    Sarah, obrigado pela visita e realmente tens razão…tem tempo que não posto fotos, pois as mesmas eu as faço em oportunidades que acontecem naturalmente. Daí as”falhas” no tempo.
    Elas virão!!
    Excelente matéria “saudosista”!!
    Bjo

  3. Celine disse:

    Obrigada pela aula. Perfeitas as casas e mentes realmente brilhantes dos arquitetos.
    Beijoss. Bom São Joãão!!! Humm..

  4. Lucas disse:

    Tem tempos que não passo aqui. (Você idem)

    😛

    Bjo,
    Lucas

  5. Saroca,

    tbem decoro minha casa interior, eu mesma, e quando venho aqui carrego algumas flores perfumadas comigo.

    beijoooooooooooooooooosssssss

  6. SARAH
    obrigado pela visita, minha netinha SARAH é sua xará, muito bom esta identidade, mas l]falarei da sua postagem fico realmenteencantadacom as transparencias, sempre idealizei vier em ambiente que pudesse visualizar o mundo externo, esta interaçao sempre foi constante na minha vida, o vidro na arquitetura foi uma verdadeira bençao!
    mas na minha juventude na faculdade criei um lugar ideal onde poderia estar lá no fundo da imaginação, quando precisasse de estar só, ou obter alguma solução, e criei um espaço imaginario maravilhoso, com vidro por todos os lados e jardins paradisiacos , porque de lá poderia contemplar a profusao de cores, anos atras vi um filme OAmor Alem Da Vida, sem falar da casa do lago, linda, outro projeto lindo e senti pisando naquelas paisagens, e hoje bem voce com esta casa de babar, mas aqui em cas tem muito vidro(ai demim tem aquilo que falam estilo canadense quadriculadinhos pra todo lado, aindotiro e coloco blindex, ) mas falei muito, adorei estar aqui, beijos e bom fim de semana!

  7. Edson Marques disse:

    Viva essa Arquitetura revolucionária!

    Niemeyer é sempre minha fonte inspiradora, não só na arquitetura, mas na Vida. Na história dele!

    /// Abraços, flores, estrelas…

  8. Mariposo-L disse:

    Que casas , heim estou passado que uma assim pra mim também , so que acho que a casa de vidro, vai ter um lago em volta cheio de crocodilos :::::, cerca electrificada, guardas e tals ….

    Brincadeira, já vi na tv um reportagem sobre a 2 casa é tudo de bom 🙂

    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s