Trocar o carro pela bicicleta viria a ser solução para alguns problemas urbanos, evitar congestionamentos, reduzir emissão de CO2 e consumo de combustíveis nesses tempos em que o bio-combustível ameaça a produção de alimentos. Acontece que nem tudo é tão simples e a grande maioria das pessoas não quer nem sonhar em trocar o conforto do seu automóvel por uma bicicleta, mesmo que seja para investir numa sobrevida para o planeta.

Esse papo todo porque andei lendo algo sobre um estacionamento criado pela Inout Designers, um manifesto a favor da sustentabilidade urbana que permite colocar na mesma vaga destinada a um automóvel, seis bicicletas. Trocando nosso carro por uma bicicleta – não precisa ser todo dia, comece com um dia, tudo é uma questão de acostumar-se (estou dizendo isto para mim também) – começaremos a fazer parte efetiva deste manifesto, que mais do que criar uma peça, chama atenção de forma prática e inteligente para o caos que se instala diariamente nos grandes centros urbanos, de proporções e consequências já sentidos.

A iniciativa seria ótima se não esbarrasse em outros problemas, os de infra-estrutura urbana. Quais cidades brasileiras possuem uma boa malha de ciclovias? Estamos preparados para sermos sustentáveis? Infelizmente acho que não. Aqui mesmo em Salvador, a SET diz que “criou” uma via expressa exclusiva para ônibus. Criou nada!  Ao invés de construir esta nova via, o que fizeram? Conseguiram apenas aumentar os congestionamentos nos horários de “rush” suprimindo uma faixa de rolamento justamente no momento em que a cidade revela altos níveis de crescimento urbano. Ciclovias? Apenas para quem usa a bicicleta como opção de lazer, no calçadão à beira mar.

Soluções existem, o problema real está no estilo de vida que criamos e nas políticas urbanas e de transporte de massa que dia após dia revelam-se cada vez menos sustentáveis.

Mas voltanto ao manifesto, o design da peça é uma grande sacada.

(fonte: Blue Bus)

.

Anúncios
comentários
  1. Babi disse:

    Andar de bike, não há nada de ruim nisso, apenas aumenta nossa co-responsabilidade com uma melhor qualidade de vida.
    Beijinho.
    Babi

  2. Cejunior disse:

    O melhor exemplo de bom uso das ciclovias é Amsterdam. Aliás, a coisa é tão popular que quando cheguei no hotel fui logo alertado: cuidado com os bondes e as bicicletas!!!
    Os bondes são extremamente silenciosos, pontuais e cobrem toda a cidade.
    E as ciclovias são um ótimo exemplo de como é possivel investir num transporte barato e simples, desde que autoridades e a sociedade tenham interesse.
    Uma das nossas dificuldades é que o pessoal prefere comprar automóvel em 84 meses…
    Um beijão.

  3. Luma disse:

    Em Votorantim, interior de São Paulo, fabrica cicles motorizados – isto para aqueles que não podem fazer exercícios físicos, é ideal. Mas também existem as motos silenciosas (elétricas) – um seguimento novo de empresas que já fabricam as motos comuns
    Veja esse video – http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM812928-7823-VEICULOS+ALTERNATIVOS,00.html
    Existe tambem um tipo de bicicleta motorizada que pode ser recarregada em qualquer tomada com autonomia de 50km.
    Ainda haverá gasto de energia elétrica, no entanto, não polui o ambiente além de ser silenciosa.
    Beijus

  4. mendes disse:

    É, mas Salvador possui um agravante – são ladeiras e mais ladeiras. Haja fôlego!

    Cê mudou totalmente o leiaute ou eu tô maluco. As ´coisinhas´ (perfil, feed, blog, arquivo, etc) foram para o pé da página – é assim mesmo?

    Tava ausente – uns probleminhas aí. bjs,

  5. Sarah K disse:

    Cejunior,
    vc disse tudo, essa modinha do carro novo faz cada dia o trânsito ficar mais caótico

    Luma,
    qta informação bacana, vou ver todas,
    brigadinha 😉

    oi mendes!
    pois é, mas tem as avenidas de vale, a orla …. pode ser nesses lugares né.
    puxa, não é para o layout ficar assim não… eu o vejo, aqui em casa e no trabalho, com a barra lateral do lado …. puxa pq será que vc o vê assim? será a resolução e tamanho de seu monitor?
    qual sua resolução e qtas polegadas é seu monitor?

    bjs

  6. mariposo-L disse:

    Adoro uma bike, mas só quando estou fora de Sampa, aqui não tem a minima condição de se usar uma no dia a dia é tudo muito longe e a cidade não é plana, aqui ainda sou a favor do metrô, Tipo assim uso carro e metro, pois busão sem condições mesmo.

    bjs

  7. marcelo disse:

    Eu ando bastante, alias andava…torci o pé, o outro de tanto eu forçar calejou deu prigui…engordei de novo mas volto a andar em Leão…estamos em cancer…um friozinho de manhã hum hum…aqui onde moramos tem o problema da falta de calçadas largas e quando elas existem são ocupadas pelo camelodromo crescente…eu andaria todos os dias de minha casa até o meu trabalho…cerca de 1h 40 min de pés mas acontecem outros problemas…o gasto com protetor solar, com um tênis adequado e um lugar para tomar banho antes de trabalhar!…pelo post…acho que vou dar continuidade por lá!

    bjs

  8. Lia disse:

    Eu ando muito. Odeio ônibus (pq fede, pq polui mais que carro e pq chacoalha). Quando não posso ir andando, eu vou de moto-táxi (polui menos).

    Ciclovias aqui seriam uma excelente opção. Eu mesma não saio por aí de bicicleta, pq tenho medo do trânsito louco de FSa.

    E adorei o manifesto. hehe

    Bjo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s