Tinta Eletrônica

Publicado: 15/05/2009 em cotidiano, sustentável, tecnologia
Tags:, , , ,

e-ink

E-ink. Está é a versão do século XXI para nossos velhos e amados livros de papel. O concorrente é páreo duro, armazena em torno de 1500 livros num formato slim & soft.

Pensou? Os livros (e todas as publicações literárias), como conhecemos hoje, parecem estar com os dias contados.
Pensei aqui e gostei… Ou não?
Comecei a pensar nas florestas e como esta nova opção é sustentável. Argumento imbatível diante da crise de recursos naturais. Mas fico pensando que minha memória visual e tátil vai levar um bom tempo para se adaptar. Mais ainda, minha sensibilidade.

É certo que publicações como jornais e revistas já migraram quase que totalmente para a internet. Os leitores do New York Times, por exemplo, em sua grande maioria, não compram mais o velho jornal de papel, acessam o conteúdo completo pela internet gratuitamente. Sem falar na imensa variedade de e-books disponíveis para download na rede.

Mas o que é um livro? Você já parou para pensar?
Aquele objeto prismático que desperta nossos sentidos de tão diferentes formas: cores, formatos, texturas, aparência. Abrir um livro, tocar as folhas, sentir seu cheiro, encantar-se pela encadernação, folhear suas páginas aleatoriamente, escrever dedicatórias de próprio punho. Cada livro é único: a capa, as orelhas, o formato. Quantas experiências sensoriais perderemos… Enquanto escrevo isto, penso que as gerações se diferenciam pela forma como travam contato com o meio, os objetos, o conhecimento; e tento imaginar como será a geração que está sendo forjada agora. Penso em “Admirável Mundo Novo” – Aldoux Huxley (preciso reler, já esqueci muita coisa), em como as pessoas viviam num limiar entre o humano e o mecânico. Amedrontador, perceberam?

Mas voltando, o livro eletrônico ou e-ink já é uma febre no 1º mundo, duas marcas dominam o mercado atualmente, a Amazon e a Sony. Custam entre $200,00 e $500,00, são leves, ultra finos, conectam-se à internet, fazem download (cerca de 1 min/livro), possuem tela confortável de 8″ que não emite luz e pode ser lido ao ar livre com incidência do sol. Sua alta capacidade de armazenamento (local + cartão de memória)  aliado à ultra duração de bateria permitirá maior flexibilidade aos usuários.

Já imaginaram aquela mochila lotada de livros? Esqueçam! A tortura de levar o mochilão para escola todo dia acabou, assim como a dor nas costas e os prováveis problemas na coluna vertebral.  A sua estante que não cabe mais um livro sequer, ou as  traças e a umidade devorando-os e ainda aqueles amigos que levam emprestado e nunca mais devolvem? Ler jornal na praia? Vai ser moleza, sem aquela luta mirabolante contra o vento. A pós-graduação e aquela infinidade de livros para comprar? Pode baixar pela internet. Mais uma fatia do mercado que vai sofrer as amarguras da pirataria.

Enfim, vão os anéis e ficam os dedos. Impossível parar o avanço da tecnologia. Aos saudosistas, como eu, resta a certeza de que os livros de papel continuarão… nos museus, como nossas preciosas relíquias caseiras e num futuro não muito distante, como herança de uma geração. Por enquanto, apesar de ser viciada em tecnologia, não abro mão (ainda) dos meus e do lúdico e caloroso contato que eles proporcionam.

( imagem: e-ink da Amazon / fonte: G1 )

Anúncios
comentários
  1. notobviouscinema disse:

    Demorou mas já surgui uma sátira à campanha politicamente correta de teu post anterior. Além de economizar água fazendo xixi no banho, o novo site propõe salvar as árvores! http://coconobanho.blogspot.com/

  2. Sarah K disse:

    kkkkk, Rob…
    esse povo não brinca em serviço, ou melhor, brinca … hehehe

  3. Cleisson disse:

    Parabéns pelo trabalho no site, eu sempre procuro contato com sites e blogs de conteúdo educativo e que tem uma preocupação especial com a preservação da natureza e meio ambiente.

  4. Marcelo disse:

    Sara K, deu medo, me sentí pre´histórico um Marcelossauro Tirano-Rex…quando vc falou ” herança de uma geração” enfim o e-book tem vantagens claro e desvantagens como vc cita
    rabiscar o livro, o incomodo da mochila pesada….ah acho tambem que no Brasil vá demorar um pouco de acontecer pq vai ser meio dificil lê- lo nas ruas sem que ele seja furtado….enfim vou continuar gostando dos velhos livros de papel devem com certeza serem mais uteis, são mais sensoriais…!

    bjs

  5. mendes disse:

    Sarita, saudades.

    Vc sempre antenada com o futuro mas não deixando o hoje de lado. Acho que não dará certo no dia-a-dia, ou melhor, prá aquelas leituras que a gente mergulha de cabeça por vontade e prazer só o velho e bom livro … para as leituras ditas “obrigatórias” profissionais/escolares pode ser…

    O Pilórdia continua fora, além dos problemas q vc conhece, com a umidade a placa-mãe foi passear na Rep Dominicana (Intel) e aproveitei para tirar umas férias.

    Bjs

  6. Karyne disse:

    Querida amiga,
    Eu ainda sou aquela amante dos livros à moda antiga. Gosto de segurá-lo, de cheirá-lo e de sentir a textura de suas páginas…
    Não sei se me acostumarei,mas valeu saber das novidades.
    Beijos

  7. notobviouscinema disse:

    Com o tema Garland sumiram diversos dos teus widgets…

  8. sarah k disse:

    oi Karyne!
    que ótimo ver vc comentando aqui … adorei! eu sinto o mesmo que vc em relação aos livros, o contato real é insubstituível, né?

    Rob,
    eu estou vendo todos aqui, tanto no IE, qto no Mozila … qual seu navegador?

  9. mariposo-L disse:

    Sarita , conheci esse aparelho como Kindle-DX, lá na Amazon, e sabe que já estou me dando de presente, há muito tempo que não leio nada em papel só PDF, mas isso cansa um pouco . Achei que esse aparelho é uma solução e bem ecologia 🙂
    E eu não tenho o habito de ‘guardar livros”, leio e mando para a biblioteca 🙂

    bjs

  10. Luma disse:

    Algumas universidades estrangeiras já obrigam os alunos a terem materiais tecnológicos. Estive com um kindle nas mãos para analisar e menina, não cansa o olho e além de ser ecologicamente correto, não ocupa lugar de tantos livros/cadernos na estante. Com tantos brinquedinhos e roupas que não precisam lavar, mudaremos de casa carregando uma simples bolsa. As casas serão compactas e ocas! Credo! Viajei!! 🙂 Beijus

  11. Celine disse:

    Ow my god.
    Eu prefiro tocar os livros…ir nas páginas…e quando esse aparelho der pau???? Se eu tiver na metade de uma frase maravilhosa??
    heeein???
    Naooo!!
    beeijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s