O dia

Publicado: 13/03/2010 em poesia
Tags:,

(foto: Gary J S)

De repente o tempo parou… estanque, calmo e tenso.
No dia branco, um céu de puro azul, asas velozes quebravam a monotonia.
Apenas um olho preto tudo via.
Tranças, sorrisos, a claridade da manhã estourada na roupa branca, nos dentes que riam.
Sonhar, agora poderia, ousar, cogitaria.
Olhou em volta, sentiu-se tão só… Pela frente uma promessa, um desafio.
Fechou os olhos feliz e jogou-se na morena manhã de coração aberto.

Anúncios
comentários
  1. LELLA disse:

    Oi moça!

    Estou saindo de uma virose braba. Fiquei prostada por dias. Sem ânimo para vir no pc… Desejando ter um note para usar na/da cama…
    Bem, o tempo parou para mim nesses dias… Mas me deixou mais atrasada com tudo.

    Beijo,

  2. Lore disse:

    Oi Sarah!!! Que boa sua visita na minha página! Volte sempre! Também tô por aqui na sua. Li alguns textos. Escreves muito bem, parabéns! A Lulu teve a quem puxar! rsrsrs.

    beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s